pt Portuguese
pt Portuguese

QUANDO IR À CHAPADA DIAMANTINA: 2 DICAS QUE NINGUÉM TE DEU AINDA

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Muito se fala sobre qual a melhor época para vir à Chapada Diamantina, e a grande verdade é que isso depende única e exclusivamente de você, de suas preferências e possibilidades. Mas não se preocupe pois vamos te explicar tim-tim por tim-tim, porque estamos falando isso e você vai se surpreender!

Basicamente, existem 3 períodos importantes para se levar em consideração na hora de planejar a sua vinda:

1) O período de chuvas: em média entre novembro e março.

2) O período da seca: em média entre maio e setembro.

3) O período de alta temporada: entre janeiro e março e entre junho e agosto, com maior fluxo de pessoas nos atrativos.

Todos estes períodos tem seus pontos positivos e negativos e é isso que vamos explicar a seguir para que você possa decidir com tranquilidade a época ideal para você vir à Chapada Diamantina. Se atente às dicas e soluções que propomos à seguir, elas tem um grande potencial de te ajudar a ter uma viagem maravilhosa!


DICA 1: o ponto mais importante a se considerar para decidir quando ir:

Nossa primeira dica é: venha quando for melhor para você, quando for mais cômodo para tirar folga do trabalho ou juntar a família e amigos para vir, pois com as dicas que vamos te dar a seguir, você vai perceber que é apenas uma questão de avaliar suas preferências, se organizar bem e que independente da época, com um bom planejamento de experiências, que você pode solicitar clicando aqui, você conseguirá aproveitar ao máximo seus dias em nosso paraíso.

A Chapada Diamantina é imensa e conta com uma infinidade de atrativos disponíveis durante todo o ano, por isso não faltarão opções de coisas para fazer, independente do período, se você tiver a ajuda de pessoas experientes da região para decidir um roteiro. Mas para te ajudar com isso, também preparamos o seguinte material que aborda um pouco das características e principais questões a se levar em consideração nas diferentes épocas que a Chapada Diamantina atravessa no ano. Acompanhe:

Época de chuvas:

Vamos começar pelo clima, que é o que mais preocupa os viajantes na hora da decisão. A época das chuvas, ocorre justamente no verão, entre novembro e março, dentro de uma das épocas mais visitadas da Chapada. E isso não é à toa, pois mesmo dentro dos períodos chuvosos abrem-se janelas de dias ensolarados, além das cachoeiras ficarem ainda mais exuberantes por conta do volume de água elevado. O nível de precipitação das chuvas também é bem ameno se comparado a outros lugares do Brasil, como São Paulo, por exemplo.

Um bom exemplo de lugar para visitar nesta época é a Cachoeira da Fumaça, a maior do Brasil, com 380 metros e um dos principais atrativos da Chapada Diamantina. Sua visitação é recomendada no período das chuvas para que possa apreciá-la em sua potência máxima. Em outras épocas do ano o fluxo de água fica muito pequeno ou quase seco.

Cachoeira da Fumaça, a famosa queda d’água que volta antes de atingir o chão, por conta da grande altitude da queda.

Um outro atrativo imperdível na época das chuvas é o Cachoeirão, dentro do Vale do Pati, o trekking mais famoso do Brasil e que já foi considerado um dos mais lindos da América Latina. Nesta época, o fluxo de água aumenta a ponto de formar um único véu que jorra das alturas por cima de um poço que lembra a forma de um coração. Uma vista inesquecível!

Época da Seca:

O período entre maio e setembro é o tempo em que dificilmente você verá uma chuva por aqui. Ideal para fazer trilhas como Águas Claras, Rio Roncador e as grutas.

Para quem quer ver as grutas Poço Encantado e Poço Azul, esta é a época ideal, pois é quando  raios de luz solar alcançam o interior das cavernas causando um efeito deslumbrante nas águas azuis cristalinas proveniente de rios subterrâneos.

DICA 2: Épocas de alta ou baixa temporada:

É importantíssimo considerar períodos de alta ou baixa temporada na hora de decidir quando ir à Chapada Diamantina. Resumidamente, na época de alta temporada, dependendo do seu perfil, o grande fluxo de pessoas neste período pode incomodar. Já na época de baixo movimento, você vai precisar se organizar com antecedência para garantir que vai conseguir fechar os grupos mínimos que são exigidos pelas agências para fazer alguns passeios. Continue lendo, pois oferecemos soluções diferenciadas para estes dois problemas tão recorrentes:

Vir na alta temporada:

Via de regra a Chapada Diamantina é muito mais visitada nos períodos entre janeiro e março e entre junho e agosto. Pensando na maior qualidade do seu passeio, geralmente sugerimos que você venha fora destes períodos.

Mas se este for o único período que você pode vir, não se preocupe. Com nosso planejamento de experiências personalizado podemos te ajudar com dicas de lugares incríveis e menos visitados para que você possa sentir toda a magia da Chapada Diamantina e ter momentos de paz e tranquilidade inesquecíveis, independente da época. 


Vir na baixa temporada:A grande vantagem deste período é que a maioria dos atrativos estarão praticamente vazios, para você curtir o seu momento a vontade! A questão, como falado anteriormente, é que muitas agências exigem que se complete grupos mínimos de pelo menos 6 pessoas para alguns atrativos, número que nem sempre é atingido e por conta disso, os passeios são cancelados.

Nós da Agência Pôr do Sol, pedimos grupo mínimo de duas pessoas, nos diferenciando da concorrência e possibilitando que você possa vir com um grupo reduzido de amigos ou em casal e não perder nenhuma atração por conta disso.

Moral da história:

Bom, a moral da história é que com organização e montando um roteiro de acordo com o seu perfil e interesses, qualquer época pode ser incrível para visitar a Chapada Diamantina. Fique atento aos detalhes que abordamos no post, que consideramos ser os mais importantes para a sua decisão, e com certeza você terá uma ótima experiência por aqui.

Se restarem dúvidas, entre em contato conosco pelas nossas Redes Sociais, Whatsapp ou por aqui mesmo, solicitando um orçamento personalizado.

Posts Relacionados